Tag Archive for: instrumentos musicais de Itália

A lira calabrese (lira calabresa) é um instrumento de corda friccionada característico da Calábria (região do sul de Itália). Organologicamente faz parte do grupo da chamada “lira bizantina”, instrumento com características muito semelhantes que se difundiu pelo Império Bizantino. A lira calabrese é tocada principalmente como um instrumento solo, mas também pode acompanhar danças tradicionais, como a tarantela calabresa. É comumente acompanhada pelo tamborim. A lira calabrese tem uma estrutura única, com um corpo em forma de caixa e várias cordas que são tocadas com um arco. A sonoridade do instrumento é suave e melódica, e sua música é considerada uma parte importante da cultura tradicional da Calábria.

(com IA)

Situa-se no índice 32 do sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos. É um cordofone composto, instrumento de corda que tem caixa de ressonância como parte integrante e indispensável. Nos instrumentos da categoria “cordofone”, o som é produzido principalmente pela vibração de uma ou mais cordas em tensão.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos de corda friccionada
  • Cordofones de arco
  • Família da lira bizantina
  • Instrumentos começados por l
Lira calabrese, cordofone de arco, Itália

Lira calabrese, cordofone de arco, Itália

Partilhe
Share on facebook
Facebook

O Cornetto é um instrumento de sopro da família dos aerofones que foi muito popular durante o Renascimento, principalmente entre os séculos XVI e XVII. Era conhecido pelo seu som suave e doce, semelhante ao da voz humana.

O instrumento é feito de madeira, marfim ou ebonite, e possui um formato característico de tubo recurvo com seção cónica. Possui orifícios dedilhadores, semelhantes aos de uma flauta, que determinam as notas musicais.

O Cornetto era amplamente utilizado em grupos de música renascentista e barroca, tanto para tocar linhas melódicas solistas como para fazer parte de conjuntos instrumentais. Era frequentemente combinado com outros instrumentos de época, como violas da gamba e sacqueboutes (antigos trombones), para criar uma sonoridade rica e harmoniosa.

Apesar da sua popularidade na época, o Cornetto caiu em desuso após o período barroco. No entanto, tem sido recuperado nos últimos anos, com músicos e grupos especializados em música antiga buscando resgatar e explorar a sonoridade única desse instrumento.

(com IA)

Nos instrumentos da categoria aerofone, o som é produzido principalmente pela vibração do ar ou pela sua passagem através de arestas ou palhetas: o instrumento por si só não vibra, nem há membranas ou cordas vibrantes.

ETIQUETAS

  • Instrumentos tradicionais de Itália
  • Instrumentos de sopro
  • Instrumentos renascentistas
  • Instrumentos começados por c
Cornetto, corneta renascentista

Cornetto, corneta renascentista

Partilhe
Share on facebook
Facebook

O Baghèt, também chamado de baghetto ou baghet, é um instrumento musical do tipo aerofone, pertencente à família das gaitas de fole. Ele foi historicamente tocado nas regiões de Bergamo e Brescia, localizadas na Lombardia, Itália. Consiste em um fole, soprado pelo músico, que alimenta um tubo de sopro com um conjunto de palhetas de madeira ou metal. O músico utiliza as mãos para controlar a pressão do ar e gerar som através das palhetas, produzindo uma música característica e tradicional dessas regiões.

(com IA)

É um instrumento de sopro do grupo 422 (no sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais), um aerofone de palheta em que o músico sopra colocando a palheta em vibração.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais da Itália
  • Aerofones de palheta
  • Família das gaitas de fole
  • Instrumentos começados por b
Baghet, gaita de fole, Itália

Baghet, gaita de fole, Itália

Partilhe
Share on facebook
Facebook

O Vibrandoneon é um instrumento musical similar acordeão ou ao bandoneon, mas com características exclusivas. Foi desenvolvido por Victorini Manfrini, um italiano, na década de 1960. Possui um sistema de palhetas livre, o que lhe confere um som distintivo e vibrante.

É construído a partir de madeira de cerejeira e possui uma estrutura de acordeão. Ele é tocado através de um teclado diatónico, semelhante ao do acordeão, mas com a adição de válvulas que permitem o controle do fluxo de ar e produção de efeitos sonoros.

Uma das características únicas do Vibrandoneon é o seu sistema de vibração. Ele possui um pequeno motor elétrico que, quando ativado, cria uma vibração no ar dentro do instrumento, gerando um som suave e ondulante. Esse efeito vibratório é semelhante ao produzido por um órgão de tubos.

É usado principalmente na música folclórica e tradicional italiana, mas também pode ser encontrado em outros estilos musicais, como jazz, música clássica e popular. A sua sonoridade rica e expressiva o torna um instrumento versátil e atraente para músicos de diferentes géneros.

(com IA)

É um instrumento do grupo 422 (no sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais), um aerofone de palheta em que o músico provoca movimento de ar colocando a palheta em vibração.

ETIQUETAS

  • Aerofones de palheta livre
  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos começados por v
Vibrandoneon, aerofone de palheta livre, Itália

Vibrandoneon, aerofone de palheta livre, Itália

Partilhe
Share on facebook
Facebook

O Mandoloncello é um instrumento de cordas similar ao Bandolim, mas de tamanho maior e com afinação mais grave. É considerado o instrumento barítono ou baixo da família do Bandolim.

Assim como o violoncelo é responsável pela parte grave no conjunto de violinos, o Mandoloncello tem a mesma função num grupo de bandolins. A sua afinação é em Dó Sol Ré Lá, uma oitava abaixo da afinação padrão do Bandolim.

Embora seja menos comum do que o Bandolim, o Mandoloncello é apreciado por sua sonoridade rica e profunda. Sua aparência lembra a do Bandolim, possuindo o mesmo formato de corpo em forma de pera e o famoso tampo arqueado. No entanto, o seu tamanho é consideravelmente maior, o que resulta em um som mais encorpado.

O Mandoloncello é utilizado tanto a solo quanto em conjunto, especialmente em música folclórica e música de câmara. É uma opção popular entre músicos que desejam explorar a sonoridade única do instrumento e sua capacidade de adicionar profundidade a uma composição.

(com IA)

Situa-se no índice 32 do sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos. É um cordofone composto, instrumento de corda que tem caixa de ressonância como parte integrante e indispensável. Nos instrumentos da categoria “cordofone”, o som é produzido principalmente pela vibração de uma ou mais cordas tensionadas.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos de corda
  • Família do Bandolim
  • Instrumentos começados por m
Partilhe
Share on facebook
Facebook

O Liuto cantabile é um instrumento relativamente desconhecido e pouco utilizado atualmente. Pertence à família do Bandolim, sendo maior e mais grave do que este. É considerado o instrumento barítono ou baixo da família, similar ao que o violoncelo é para o violino.

O Liuto cantabile é uma versão ampliada da mandola, afina em Dó Sol Ré Lá, uma oitava abaixo da afinação tradicional do Bandolim. Essa afinação proporciona um som mais grave e encorpado.

Em resumo, o Liuto cantabile é um instrumento da família do Bandolim, porém maior e mais grave. Embora haja poucas informações disponíveis sobre ele, é possível que tenha sido utilizado em géneros musicais específicos, proporcionando um som mais encorpado ao conjunto.

(com IA)

Situa-se no índice 32 do sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos. É um cordofone composto, instrumento de corda que tem caixa de ressonância como parte integrante e indispensável. Nos instrumentos da categoria “cordofone”, o som é produzido principalmente pela vibração de uma ou mais cordas tensionadas.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos de corda dedilhada
  • Família dos alaúdes
  • Instrumentos começados por l
Liuto cantabile, Ferdinand Binnendijk

Liuto cantabile, Ferdinand Binnendijk

Partilhe
Share on facebook
Facebook

Scarabattola é um idiofone de fricção feito de madeira tradicional de Itália, similar às rela ou cega-rega. É um instrumento musical tradicional da Itália, feito de madeira. É um tipo de idiofone de fricção, ou seja, produz som quando suas partes são friccionadas. O instrumento possui um pequeno corpo ortoédrico com uma roda dentada, que é girada para produzir o som característico da Scarabattola.

É semelhante a outros instrumentos de fricção, como a rela ou cega-rega.

Situa-se na categoria 11 no sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais. É um idiofone percutido sem intenção melódica (é de altura indefinida). Os idiofones percutidos são postos em vibração por um golpe ou batida.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Idiofones de fricção
  • Instrumentos com roda dentada
  • Família das relas
  • Instrumentos começados por s
Scarabattola, Itália

Scarabattola, Itália

Partilhe
Share on facebook
Facebook
Battola é um idiofone de madeira italiano cuja existência remonta à Idade Média e que era utilizado na Igreja quando os sinos não podiam tocar, como entre entre a quinta-feira santa e o domingo de Páscoa.
Situa-se na categoria 11 no sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais. É um idiofone percutido sem intenção melódica (é de altura indefinida). Os idiofones percutidos são postos em vibração por um golpe ou batida.
ETIQUETAS
  • Instrumentos musicais de Itália
  • instrumentos da Idade Média
  • Instrumentos musicais religiosos
  • Instrumentos começados por b
Partilhe
Share on facebook
Facebook

A ciaramella é um aerofone tradicional da Itália, especialmente das regiões do sul, como a Campânia e a Sicília. É semelhante a uma oboé, mas tem um som mais agudo e estridente. É feita geralmente de madeira e possui sete ou oito orifícios digitadores, que são utilizados para controlar a altura do som. É um instrumento com uma sonoridade característica e bastante utilizado em festivais, festas e danças folclóricas.

Muitas vezes, a ciaramella é tocada em conjunto com a zampogna, gaita de foles tradicional italiana. A combinação dos dois instrumentos cria um som festivo e tradicional, muito presente em celebrações populares e músicas folclóricas do sul da Itália.

(com IA)

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos de sopro de palheta
  • Instrumentos começados por c
Ciaramella, Itália

Ciaramella, Itália

Partilhe
Share on facebook
Facebook

Cembalo é o termo italiano que designa cravo, instrumento de tecla de corda beliscada originário século XIV. Ele foi muito popular durante o período barroco, tendo seu auge no século XVII. Diferente do piano, que produz som através de martelos que batem nas cordas, o cravo utiliza um mecanismo de penas de pluma ou de plástico que beliscam as cordas quando as teclas são pressionadas. Essa característica resulta em um som mais percussivo e distintivo, com um ataque rápido e duração limitada.

O cravo é geralmente construído com várias fileiras de cordas, cada uma correspondendo a uma oitava distinta. Cada fileira é coberta por uma caixa de ressonância, que amplifica o som produzido pelas cordas quando são beliscadas. O instrumento pode ter um ou dois teclados, permitindo uma ampla gama de expressividade musical.

Uma das características mais conhecidas do cravo é o seu mecanismo de registos, que permite ao músico escolher diferentes combinações de timbres ao tocar. Os registos são obtidos pela combinação de diferentes fileiras de cordas e pela manipulação de placas de metal chamadas ‘mute’.

O cravo teve grande importância na música barroca, sendo amplamente utilizado em óperas, concertos e música de câmara da época. Compositores como Johann Sebastian Bach, Georg Friedrich Händel e Domenico Scarlatti compuseram obras especialmente para o cravo, explorando as possibilidades sonoras e técnicas do instrumento.

Nos séculos XVIII e XIX, o cravo caiu em desuso e foi substituído pelo piano, que oferecia maior versatilidade e volume sonoro. No entanto, o cravo experimentou um renascimento no século XX, com o interesse pela música antiga e a busca por instrumentos históricos autênticos. Hoje, o cravo é apreciado tanto por seu valor histórico quanto pelas suas qualidades sonoras distintivas.

(com IA)

Nos instrumentos da categoria 3 (cordofones) do sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais, o som é produzido principalmente pela vibração de uma ou mais cordas em tensão.

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Itália
  • Instrumentos de corda beliscada
  • Cordofones de teclado
  • Instrumentos começados por c
Cembalo, cordofone de tecla Christian Vater 1736

Cembalo, cordofone de tecla Christian Vater 1736

Partilhe
Share on facebook
Facebook