Rabeca, Portugal

Rabeca, Portugal

rabeca é um cordofone de arco muito usado ainda em Portugal, Cabo Verde e Brasil. A rabeca chuleira tem origem no Norte de Portugal, especialmente na região de Amarante, no século XVIII. Na música brasileira, a rabeca está especialmente ligada ao forró, mas é utilizada também na música erudita.

É semelhante ao violino, mas apresenta algumas diferenças no aspeto e técnica de execução. A sua origem remonta à época medieval e acredita-se que tenha influências árabes. É construída com madeira, geralmente com uma caixa de ressonância de forma achatada ou arredondada, e é composta por três ou quatro cordas de tripa ou aço. A caixa de ressonância pode ser feita de diferentes tipos de madeira, como amieiro, faia ou castanheiro. O braço do instrumento é fixo à caixa de ressonância e possui trastos (pequenas peças de madeira ou osso que permitem ao músico produzir notas em diferentes posições).

Rabeca Chuleira, Portugal

rabeca chuleira, Portugal

Enquanto no violino os músicos utilizam um arco curto e técnica de arco francês, os rabecadores utilizam um arco longo e praticam a técnica de arco perpendicular. Isso faz com que o som produzido pela rabeca seja mais rústico e característico.

A rabeca é utilizada principalmente em festas populares (festas de Santos Populares e festas religiosas), onde é comum encontrar grupos musicais que tocam músicas tradicionais portuguesas com o instrumento. 

Apesar de ser menos popular atualmente, a rabeca possui um importante papel na cultura musical portuguesa, representando o folclore e a tradição do país.

O instrumento situa-se no índice 31 do sistema Hornbostel-Sachs de classificação de instrumentos musicais (cordofones simples, compostos de cordas esticadas em um suporte, com caixa de ressonância, neste caso).

ETIQUETAS

  • Instrumentos musicais de Portugal
  • Instrumentos corda friccionada
  • Cordofones de arco
  • Instrumentos começados por r

Partilhe
Share on facebook
Facebook